Banner
Badminton

História

Origem do Badminton

A origem do Badminton é algo nebuloso. Há relatos que o Badminton originou-se uma prática disputada na China no Século V.ac com os pés e uma peteca denominada Ti Jian Zi.

Na antiguidade, há mais de dois mil anos na Grécia, existia um jogo chamado “Tamborete e Peteca” (Battledore e Shuttlecock) que era praticado por adultos e crianças. O objetivo do jogo era rebater uma peteca com tacos, evitando-se que a mesma caísse no chão.

Sabe-se que foi jogado em outras épocas na China, Inglaterra, Polônia e um celébre quadro francês, Volant, de Bósia, prova que já era praticado em sua época (1762-1832).

A história do Badminton moderno começa na índia onde em 1870 oficiais da marinha britânica conheceram um jogo chamado Poona . O Poona passou a se chamar Badminton quando estes oficiais levaram o jogo para a propriedade de Badminton, pertencente ao Duque de Beaufort's, em Gloucestershire, Inglaterra.

Numa tarde de 1873, as filhas do Duque de Beaufort espetaram penas numa rolha de champanhe e levaram o jogo dos jardins para o Salão Grande do Castelo de Badminton, a casa de campo da família, para fugir da chuva. O jogo mostrou-se perfeito para ambiente fechado - sem vento para peteca leve e aconchegante para a nobreza.

Quatro anos mais tarde (1877) e o Badminton já tinha regras oficiais publicadas e ganhava praticantes na Irlanda e Escócia. Em 1887 e 1890 a regras foram revisadas ficando muito parecidas como as de hoje. Rapidamente se espalhou pelo norte da Europa, pelo Canadá e pela Nova Zelândia.

Em 1893, foi fundada a Associação Inglesa de Badminton (The Badminton Association of England) que organizou o 1º Campeonato para Homens em 1899.

Em 1934 foi fundada a Federação Internacional de Badminton (antiga IBF e atual BWF - Badminton Word Federation) com nove membros: Canadá, Dinamarca, Escócia, França, Holanda, Inglaterra, Nova Zelândia e País de Gales.

Na década da 1940, já era praticado na África e em muitos países da Europa. Em 1940 a antiga IBF e atual BWF organizou o 1º Torneio Internacional por equipes masculina, a Thomas Cup, Troféu doado por Sir George Thomas.

Oito anos mais tarde, em novembro de 1948, foi realizada a primeira competição entre países. A Malásia, então parte do Império Britânico, foi a primeira vencedora, iniciando assim a supremacia dos países da antiga Indochina nesse esporte.

Nos anos seguintes mais países se tornaram membros, especialmente após a estréia do esporte nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992. Dominado por países asiáticos, como Indonésia, China e Coréia do Sul, o esporte tem cinco diferentes modalidades em Olimpíadas: jogos de simples masculinas e femininas, duplas masculinas e femininas e duplas mistas.

O Badminton também esteve presente nas Olimpíadas de Munique-1972 como Demonstração e nas Olimpíadas de Seul-1988 como Exibição.

Hoje em dia, existem cerca de 160 países membros da BWF. Existem, na atualidade, seis torneios principais promovidos pela BWF: Thomas Cup (campeonato mundial masculino de equipes), Uber Cup (campeonato mundial feminino de equipes), Sudirman Cup (equipes mistas), World Championship, World Juniors e World Grand Prix Finals.

Em 1995, o Badminton foi incluído nos XII Jogos Panamericanos em Mar Del Plata.

O site oficial da Federação Internacional de Badminton é : www.bwfbadminton.org

Badminton nas Olimpíadas.

A primeira vez em que o Badminton figurou numa Olimpíada, foi nos Jogos Olímpicos de 1972, em Munique, como um esporte de demonstração. Em Seul, 1988, o Badminton foi jogado como esporte de exibição.

O Comitê Olímpico reconheceu a magnitude do esporte, e promoveu o Badminton, que a partir dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, passou a valer medalhas. A popularidade do esporte foi provada nesta ocasião, quando mais ou menos 1,1 bilhões de pessoas assistiram aos oito dias de competição na televisão.

Como era de se esperar, os países asiáticos conquistaram a maioria das medalhas em jogo. A Indonésia ganhou as medalhas de ouro, prata e bronze na categoria masculina simples, de ouro na categoria feminina simples e de prata na categoria masculina duplas. A Malásia levou o bronze na categoria masculina duplas. Nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, a categoria de duplas mistas foi incluída nas competições.

Badminton no Brasil

No Brasil, o Badminton passou a ser praticado de forma competitiva a partir de 1984 com a realização da I Taça São Paulo, organizada pela associação Paulista de Badminton-APB e com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo – SEME.

Em 1984 o Brasil participou do I Campeonato Sul Americano e em 1985 ganhou o II Campeonato Sul Americano. Os dois primeiros torneios foram realizados em Buenos Aires.

Em 1987 o Brasil participou pela primeira vez de um Campeonato Panamericano de Badminton realizado em Lima (Peru).

Até 1987 a APB era a única entidade que organizava torneios de Badminton no Brasil.

Em 1988 foi criada a Federação Paulista de Badminton-FPB que passou a ser representante junto a antiga IBF, atual BWF. Os fundadores da FPB foram os clubes Associação Esportiva Dragão, Associação Brasileira a Hebraica e o São Paulo Futebol Clube.

Em 1990, o Brasil sedia o IV Sul Americano de Badminton em Mairinque-SP com vitória do Peru e o Brasil ficou em 2º lugar.

Em 1993 é criada a Confederação Brasileira de Badminton – CBBd, tendo como fundadores a Federação Paulista de Badminton, Federação de Badminton de Brasília e Federação Catarinense de Brasília.

Em 1993 o Brasil ganha a sua primeira medalha de bronze no Panamericano realizado na Guatemala.

Em 1994 a CBBd filia-se ao Comitê Olímpico Brasileiro.

Em 1995, o Brasil participa pela 1º vez dos Jogos Panamericanos em Mar del Plata e do Campeonato Mundial de Equipes Mistas – Sudirman Cup, tendo ficado em 3º lugar no seu grupo de 5 países.

Em 1997 e 1999 o Brasil ficou em 5º e 4º lugares respectivamente no seu grupo de 8 países.

Em 1996 o Brasil participa do Campeonato Panamericano Infanto-Juvenil em Porto Rico, tendo obtido medalha de Prata em simples masculino e medalhas de bronze em duplas masculino e mistas.

Em 1997 o Brasil organiza o 1º Campeonato Sul Americano Infanto-Juvenil de Badminton em Campinas no Clube Fonte São Paulo. Neste torneio o Brasil conquistou 5 medalhas de ouro nas categorias sub-19 e sub-17.

Em 1998, o Brasil organiza o VI Sul Americano de adultos em Campinas no Clube Fonte São Paulo. Foi o campeonato Sul Americano com o maior número de países : Brasil, Argentina, Chile, Peru, Suriname e Uruguai. No torneio por equipes o Brasil ficou em 2º lugar e no individual o Peru conquistou todos os títulos. Neste mesmo ano o Brasil participa do Panamericano Juvenil no México.

Em 1999 o Brasil participa dos Jogos Panamericanos de Winnipeg, alcançando o 4º lugar em dupla masculina.

Em 2000, o Brasil participa do Panamericano Infanto-Juvenil em Cuba conquistando duas medalhas de ouro, duas de prata e duas de bronze nas categorias menores de 15 anos em simples e dupla masculina.

Em 2001 o Brasil conquistou medalha de Bronze em duplas no Panamericano de adultos.

Em 2003 o Brasil participa dos Jogos Panamericanos de Santo Domingo.

Em 2004 o Brasil participa do Panamericano Infanto-Juvenil de Badminton em Lima-Peru.

Em 2006 o Brasil conquistou 5 medalhas de ouro no Panamericano Infanto-Juvenil em Campinas.

Em 2007 o Brasil participa dos Jogos Panamericanos do Rio de Janeiro e do Panamericano Infanto-Juvenil em Puerto Vallarta (México). Pela primeira vez, o Brasil consquistou uma medalha de bronze em dupla masculina formada por Guilherme Pardo e Guilheme Kumasaka.

Em 2008 o Brasil participa do Panamericano Infanto-Juvenil na Guatemala.

Em 2009 o Brasil participa do Panamericano Infanto-Juvenil em Porto Rico e dos Jogos Sul Americanos Juvenis na Colômbia.

Em 2010 o Brasil participa do Panamericano Júnior na República Dominicana conquistando 22 medalhas, sendo 5 de ouro, 6 de prata e 11 de bronze. Sedia também o 6º Sul Americano no Piauí.

Fonte: Federação de Badminton do Estado de São Paulo

 

 

Regras

1) Para começar o jogo:

- com uma moeda ou com a própria peteca, faça um sorteio. O vencedor tem a opção de servir (sacar), receber ou optar por um dos lados da quadra. Os atletas têm direito a um aquecimento de dois minutos antes do início do jogo.

2) Posição na quadra no começo de um game :

- a pessoa que serve deve ficar dentro da área de serviço no lado direito da quadra (olhando para a rede). Quem recebe fica do outro lado da rede dentro da área de serviço no lado direito da quadra, na diagonal de quem serve. Nos jogos em duplas, o parceiro pode ficar em qualquer lugar da quadra desde que não bloqueie a visão do recebedor.

3) Posição de quem serve:

- se o placar de quem serve for par, o serviço deve ser feito do lado direito da quadra. Se o placar for ímpar, do lado esquerdo da quadra. Nos jogos em duplas a regra é a mesma. O servidor permanece servindo sempre que ele ou sua dupla ganhar o rally.

4) Serviço:

- os saques, no Badminton, sempre são realizados na diagonal, como no tênis. O serviço, tanto no jogo de simples quanto no de duplas, inicia-se pelo lado direito da quadra de quem serve que deve lançar a peteca obliquamente sobre a rede, para o seu lado esquerdo da quadra adversária

- vencendo o ponto, continua servindo o mesmo jogador, devendo inverter a sua posição na quadra. Servirá, então, na sua esquerda para o seu lado direito da quadra adversária. Havendo perda do ponto, o serviço passa para o lado adversário.

- o recebedor não deve se mexer até que quem serve golpeie a peteca. Quem serve tem que: manter parte de ambos os pés numa posição imóvel no chão; acertar a base da peteca primeiro; a peteca inteira ficará abaixo da linha de cintura no instante em que é golpeada; o cabo da raquete do servidor no instante em que a peteca é golpeada apontará para baixo; o movimento da raquete será contínuo até o final do serviço.

5) Durante o jogo:

- se o jogador ganhar a disputa da jogada (rally), ele marca um ponto, mudando o lado do serviço e continuando a servir. Se ele perde o rally, seu oponente marca um ponto e passa a servir. Nos jogos em duplas, se a dupla servidora ganhar o rally, um ponto é marcado e o servidor muda de lado e continua a servir. Se eles perderem o rally, o serviço passa para a dupla adversária.

6) Servindo ou recebendo do lado errado:

- se um erro de área de serviço for cometido, o erro não será corrigido e o jogo continuará sem mudança na área de serviço dos jogadores.

7) O let ocorre quando:

- ocorre uma interferência de fora do jogo como, por exemplo, uma peteca de outra quadra que cai na sua quadra.

8) Será considerado falta:

a) se o atleta (raquete ou roupa inclusive) encostar na rede enquanto a peteca está em jogo;

b) se a peteca acerta o jogador, sua roupa, teto ou arredores da quadra;

c) se a peteca cair fora das linhas da quadra (a linha é considerada parte da quadra);

d) se o jogador invade ou acerta a peteca no lado oposto da rede (não vale 'carregar' a peteca);

e) se a peteca for golpeada duas vezes do mesmo lado da quadra;

f) se houver interferência com a peteca, mau comportamento ou 'cera', o jogador perde o serviço ou o oponente ganha um ponto;

g) se o parceiro do recebedor receber o serviço;

h) se o servidor faz o movimento e erra a peteca. - obs: se a peteca acertar a rede e cair do lado oposto, o serviço é válido, desde que ela caia na área de serviço.

9) Fim do jogo:

- os jogos são disputados num total três games. O vencedor é o que ganhar dois games primeiro. Em todas as modalidades, os games são de 21 pontos. Se houver empate em 20 pontos, vencerá aquele que abrir 2 pontos de vantagem. Havendo empate em 29, vencerá aquele que fizer 30 pontos. O jogador que venceu o primeiro game serve primeiro do outro lado da quadra no novo game. O ganhador do segundo game muda de lado e começa servindo no terceiro game. No terceiro game, o jogador muda de lado e continua servindo no décimo primeiro ponto.

10) Tempo durante o jogo: 

- sempre que o 1º jogador/dupla atingir 11 pontos um tempo de 60 segundo é concedido. Esta regra vale para qualquer game.

- nos intervalos do 1º para o 2º game e do 2º para o 3º game (se houver) um intervalo de dois minutos é concedido.

11) Quadra: O badminton pode ser praticado ao ar livre, mas o ideal é que ele seja jogado em quadra coberta, onde não ocorram correntes de ar. Não é aconselhado também o uso de sistema de ventilação que movimente o ar, o que atrapalharia o jogo. O piso da quadra deve ser feito de material antiderrapante, e suas marcações serão feitas de cores facilmente identificáveis (branco ou amarelo). O espaço entre a quadra e as paredes que cercam o recinto não deve ter menos de 1m (até as paredes laterais), e de um 1,5m (para as paredes de fundo). A rede de badminton deve ficar a 1,55m de altura do chão. Ela deve ter uma trama bem esticada de forma que seus fios superiores fiquem no mesmo alinhamento dos postes. a rede pode ser fixada em postes ou em suportes fora da área da quadra.

Conheça um pouco mais da modalidade olímpica assistindo a apresentação no link abaixo:

Time Brasil - Comitê olímpico Brasileiro

 

Ranking

A Federação Mundial de Badminton (BWF) é reconhecido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) como a entidade mundial para o esporte badminton.

A BWF tem sede em Kuala Lumpur, na Malásia, com escritório em Lausanne, na Suíça.

Ranking Mundial

A Confederação Brasileira de Badminton foi fundada em 1993 e sua sede é em Campinas, São Paulo.

Atualmente o Brasil conta com 15 Federações.

Ranking Nacional

Equipamentos

 

Torneios

Este espaço é destinado para a divulgação dos principais torneios da modalidade. As Academias, clubes e locais de prática que estão cadastrados no Club Racket também podem divulgar seus torneios no portal.


Data: 20/08/2011
Datas: 03 e 04/09/2011
Data de inscrição: até 19/08/2011
Inscrições: até 21/08/2011
Lugar: Academia SP - Rua Alvarenga, 1701 - Butantã
Lugar: Clube Hípica de Campinas
Tipo de evento: 1º Aberto de Dupla Inglesa
Tipo de evento: 4ª Etapa do Estadual de São Paulo
Organizador/responsável: Academia São Paulo
Organizador/responsável: FEBASP
Taxa de Inscrição: 30,00 Cat. A, R$ 20,00 Cat B e Senior
Taxa de Inscrição: R$ 30,00 Simples R$ 15,00 por jogador
<<
Exibir mapa ampliado>
  <
Exibir mapa ampliado>

Data: 23 a 26/06/2011
Datas: 09 e 10/07/2011
Data de inscrição:
Inscrições: até 29/06/2011
Lugar: Sesi Jacarépaguá - Rio de Janeiro
Lugar: São Carlos Ginásio Poliesportivo
Tipo de evento: Campeonato Nacional Cat Principal e Jovens e ParaBadminton
Tipo de evento: 3ª Etapa do Estadual de São Paulo
Organizador/responsável: CBB
Organizador/responsável: FEBASP
Taxa de Inscrição: 40,00, 5,00 do pegador de bolas por jogo
Taxa de Inscrição: R$ 30,00 Simples R$ 15,00 por jogador
<
Exibir mapa ampliado
  <
Exibir mapa ampliado

Eventos

Espaço para a divulgação de eventos referente a modalidade dos usuários cadastrados no Club Racket.

Onde Treinar

Faça o seu cadastro no Club Racket, o maior Portal de Esportes de Raquete.

  • Academia São Paulo de Badminton
  • São Bernardo Tênis Clube
  • ACENBO
  • Fast Play
  • SESC SP
  • ACM SP
  • Competition Paulista


    •  

      A Academia São Paulo de Badminton conta com 3 quadras oficiais de badminton com piso emborrachado. É a única Academia de Badminton de São Paulo e a única com piso específico para uma melhor performace dos atletas. Ainda na sua estrutura possui vestiários e um bar diferenciado.

      Unidade Alvarenga
      Rua Alvarenga, 1701
      CEP:
      Fone:(11) 9598-6865
      (Veja o mapa)



       





      O Badminton iniciou no São Bernardo Tênis Clube, em julho de 2008 com a Professora Sandra Sorpreso, formada em Educação Física pela USP e atleta federada de Badminton desde 2004.

      O SBTC conta com 6 quadras oficiais da modalidade olímpica onde acontecem desde 2008 as etapas do Torneio escolar de Badminton organizado e realizado pela Fast Play Eventos Esportivos Ltda.

      O SBTC é o único Clube da região do ABC que desenvolve a modalidade com aulas e horário recreativo.

      As aulas de Badminton do SBTC são em grupo o que favorece a integração e socialização dos alunos, proporcionando uma vivência rica e diversificada.

      No início de 2010 o Badminton do SBTC se filiou à FEBASP - Federação de Badminton do Estado de São Paulo e seus alunos passaram a disputar os torneios regionais e estaduais.

      Horário das aulas: 2ª e 4ª Feiras das 20:00 às 2200 horas.

      Rua Tietê, 255
      Vila Vivaldi - São Bernardo do Campo - SP
      Fone: 4368-2929 / Profª Sandra Sorpreso Cel: 8402-3132 
      (Veja o mapa)



      A ACENBO - Associação Cultural e Esportiva Nipo Brasileira de Osasco, localizada em Osasco, possui um ginásio poliesportivo aonde acontecem as aulas de Badminton. 

      Rua Acenbo, 100
      Umuarama - Osasco - São Paulo
      Fone: 3684-0904
      (Veja o mapa)



      A Fast Play possui um local para a prática de badminton com aulas em grupo. As aulas são ministradas pelo Profº Eduardo Martinez.

      Unidade Vila Mariana

      Av. Domingos de Morais, 1768
      Vila Mariana - São Paulo - São Paulo
      Fone: 8473-9522 Eduardo
      (Veja o mapa)  



      A unidade Vila Mariana do Sesc São Paulo possui um horário para a prática recereativa da modalidade olímpica Badminton. A modalidade faz parte da programação: recreação esportiva dirigida e a atividade acontece todos os domingos e feriados das 10:00 as 13:00 horas. A atividade é livre para usuários e comerciários, para participar faça a sua carteirinha no SESC.

      Unidade Vila Mariana

      Rua Pelotas, 141
      Vila Mariana - São Paulo - São Paulo
      Fone: 5080-300
      (Veja o mapa)








      Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas, a ACM surgiu na Inglaterra, no século XIX, quando eclodia a Revolução Industrial.

      As condições de vida eram precárias, as jornadas de trabalho extensas e as opções de lazer inexistentes. Nascia, então, em seis de junho de 1844, a Young Men's Christian Association ou YMCA, por iniciativa de George Williams, um jovem preocupado com o bem-estar e o futuro de sua geração.

      Os encontros tiveram início a partir da leitura de textos bíblicos, com objetivo de proporcionar integração e levar mensagens positivas aos jovens que se aglomeravam na cidade em busca de trabalho.

      Em 1851, quando a ACM chegou aos Estados Unidos, a juventude ganhou um incentivo ainda maior, já que a Instituição uniu os benefícios da prática esportiva ao desenvolvimento de valores do caráter e do espírito.

      Brasil

      O primeiro estado brasileiro a conhecer os ideais acemistas foi o Rio de Janeiro, em 1893.

      Em 1901, surge a ACM Rio Grande do Sul e um ano mais tarde, a ACM São Paulo.

      O comprometimento e a dedicação da Instituição com o desenvolvimento do ser humano foram responsáveis pela criação de uma programação sempre atual e diversificada.

      Hoje já são cerca de 12 mil sedes construídas em mais de 124 países, com aproximadamente 45 milhões de pessoas que veem no esporte e no clima de amizade que a Instituição proporciona o começo para uma vida mais saudável.

      Badminton

      A modalidade olímpica Badminton surgiu na Unidade Pinheiros no ano de 2009. O Professor Vitor em parceria com a Fast Play foi o responsável em divulgar e desenvolver a modalidade na unidade.

      Confira os dias e horários disponíveis para praticar Badminton.

      Jovens e Adultos - Terça e quinta-feira das 11:45 às 12:45 (ginásio)

      Unidade Pinheiros

      Praça Omaguas, 88
      Pinheiros - São Paulo - São Paulo
      Fone: 3817-8377
      (Veja o mapa)

    Biblioteca

    O objetivo da Biblioteca é dar sugestões indicadas pelos usurários do Club Racket de bons livros, textos e artigos referente a modalidade.

    Título: Badminton - Steps to Success (Inglês)
    Autor: Tom Grice
    Editora: Human Kinetics
    Sinopse:
    As ilustrações e descrições de Badminton: Passos para o Sucesso são fáceis de compreender e possibilitam uma rápida aprendizagem onde os jogadores tenham capacidade de rapidamente melhorarem suas habilidades. Este livro é um excelente recurso para jogadores iniciantes.
    Indicado por quem: Club Racket



    Título: Skills, Drills & Strategies for Badminton (Inglês)
    Autor: Donald C. Paup & Bo Fernhall
    Editora: Holcomb Hathaway Pubs
    Sinopse:
    Este livro abrange sobre tudo o que você precisa saber do esporte Badminton. As ilustrações e informações deste livro são muito informativas. Desde os treinos de base até as estratégias do badminton este livro é uma obrigação para qualquer entusiasta da modalidade. Para os iniciantes este livro aborda os fundamentos essenciais deste jogo como as várias empunhaduras, as movimentaçoes básicas dos pés e estratégias para jogos em duplas e simples. Para jogadores mais avançados este livro vai ajudá-los a rever os principais fundamentos. Este livro também irá ajudar os jogadores a planejarem estratégicas e táticas para o jogo.
    Indicado por quem: Club Racket



    Título: Técnica dos Golpes
    Autor: Profº António Crespo e adaptado pelo Profº Jorge Cação
    Sinopse:
    Este material se trata de uma apostila muito bem detalhada sobre os golpes utilizados na prática do Badminton. Além de informações detalhadas ainda apresenta informações sobre a mecânica dos movimentos e dá alguns exemplos de exercícios.
    Indicado por quem: Club Racket



    Título: Movimentação em quadra
    Autor: Profº Jorge Cação
    Sinopse:
    Esta apostila faz uma longa e detalhada explicação sobre posicionamento e movimentação em quadra. A apostila é muito rica em ilustrações e fotos o que facilita muito o entendimento do conteúdo abordado. Também possui várias sugestões de exercícios para a aprendizagem dos fundamentos abordados.
    Indicado por quem: Club Racket



    TítuloCalibre Encordoamento
    Autor: Colaboração Celso Wolf
    Editora: Artigo
    Sinopse:
    Este artigo contém dicas valiosas sobre qual tensão colocar nas cordas da raquete de badminton. Dá vários toques sobre a tensão ideal em função do nível do jogador.
    Indicado por quem: Club Racket



    TítuloO Berço do Badminton no Brasil
    Autor: Soren Knudsen
    Editora: Revista do Badminton Santos Atlhetic Club
    Sinopse:
    O atleta Soren Knudsen do Clube dos Ingleses fez uma pesquisa sobre a origem do Badminton no Brasil e comprovou que a modalidade começou a ser praticada na baixada santista por volta de 1938. Esta matéria tambem traz a evolução das raquetes desde 1940.
    Indicado por quem: Club Racket



    TítuloOrganização do Treino de Badminton
    Autor: Profº Jorge Cação
    Editora:
    Sinopse:
    Este artigo do Profº Jorge Cação apresenta de forma simples algumas informações sobre as bases para se contruir uma unidade de treino de Badminton considerando as várias variávies como: qual o objetivo do treino, a quem se destina, em que época, etc.
    Indicado por quem: Club Racket



    TítuloEmpunhaduras do Badminton
    Autor: Trabalho realizado pelo Profº António Crespo e produzido Jorge Cação
    Editora:
    Sinopse:
    Este artigo apresenta de forma simples algumas informações sobre as várias formas de empunhar uma  raquete de badminton.
    Indicado por quem: Club Racket

    Curiosidades

    Gasto Calórico na prática da modalidade olímpica Badminton

    As vésperas da Olimpíadas de Pequim em 2008 a Revista VEJA fez um levantamento nas maiores escolas dedicadas  as modalidades olímpicas e chegou a seguinte conclusão: historicamente o número de alunos cresce em 30% após o Jogos olímpicos.

    Especialista na área de esportes fizeram uma seleção dos espoortes e o Badminton figurou entre eles como sendo uma modalidade com uma alta queima calórica e que traz benefícios à saúde. Confira abaixo: 

    BADMINTON

    - Gasto calórico ( kcal por hora): 500

    - Partes do corpo mais exercitas: pernas

    - Quando aparecem os primeiros resultados: 3 meses

    Comentários: as diferenças desse jogo para uma partida de tênis não se restringem à substituição da bolinha pela peteca: no badminton, é preciso ser três vezes mais rápido para se movimentar numa quadra com um sexto do tamanho. Daí a melhora na capacidade cardiorrespiratória. O efeito de uma partida é semelhante ao de 6 quilômetros de corrida.

    Precaução: correr duas vezes por semana durante meia hora para fortalecer os músculos das pernas e, assim, evitar lesões nos tendões e nas articulações dos joelhos.

    Fonte:  Revista Veja

     

    CURIOSIDADES SOBRE A MODALIDADE

    Para competir no Badminton é necessário ter explosão, ótimo reflexo e coordenação motora. A peteca chega a alcançar quase 340km/h. É mais rápida que o saque de tênis. Em cerca de 20 segundos, chega-se a bater na peteca entre 40 a 50 vezes. Badminton exige constante ação de alta concentração, corridas, saltos, viradas, alongamentos, corridas para trás, etc. Durante uma partida chega-se a correr quase 2 km.

    Nas Olimpíadas de Barcelona teve a segunda maior audiência, perdendo só do basquete. A Ásia inteira estava ligada na peteca. Calcula-se que cerca de 1,1 bilhão de pessoas assistiram aos oito dias de competição via satélite.

    As petecas podem variar sua velocidade em diferentes regiões do planeta. Dependendo de fatores como umidade do ar e temperatura, cada peteca poderá voar mais rápida ou lenta. Sendo assim teremos um ajuste “ para dentro “ na angulação das penas para um aumento de velocidade e um ajuste “ para fora “ pra uma velocidade menor.

    Os melhores países do mundo em Badminton são a Indonésia e a China, tendo os dois juntos conquistados 70% de todos os eventos da IBF. Os atletas da Indonésia lideram o ranking da IBF.

    O Badminton é o esporte de raquete mais rápido mundo, exigindo reflexos rápidos e ótimo condicionamento físico. Durante uma partida de alto nível, chega-se a correr aproximadamente 1,6 km.

    As penas de ganso são usadas para petecas de alta qualidade por causa da sua durabilidade, mas muitas pessoas que jogam nas ruas de países como a Indonésia ou Malásia usam petecas feitas de penas de galinha. São usadas 16 penas de ganso para fazer uma peteca. Existe uma lenda que de cada ganso pode-se retirar apenas três penas, e estas têm que ser da asa esquerda, já que supostamente o ganso dorme do lado direito, amassando assim suas asas.

    Poucos esportes requerem tanta ação concentrada como o Badminton. Para se ter uma idéia, no Tênis a bola fica em jogo durante 8% do tempo e no futebol americano, das duas horas de duração da partida, a bola fica em jogo apenas 14 minutos. No Badminton a peteca fica em jogo 45% do tempo total.

    Desde a entrada da modalidade no programa olímpico, em 1992, apenas uma medalha não foi ganha pela Coréia do Sul, China e Indonésia. O feito foi do dinamarquês Poul Hoyer-Larsen, que venceu o torneio de simples masculino em 1996, em Atlanta, nos Estados Unidos •Birdie é o nome dado a peteca nos países anglo-saxões.

    Notícias Badminton

    DUPLA CONQUISTA MEDALHA DE BRONZE EM PORTO RICO

    Data: 07/11/2011, por FS & AI COB

    Daniel Paiola e Hugo Arthuso conquistaram a medalha de bronze nas duplas masculinas do Porto Rico Internacional de Badminton, neste sábado.

    Os brasileiros disputaram a semifinal contra os canadenses Francoise Bourret e Kevin Li, mas perderam por 2 a 1, com parciais de 22-20, 15-21 e 21-15, em 41 minutos.

    Com os pontos conquistados e a medalha de bronze, os brasileiros acreditam que vão subir algumas importantes colocações no ranking mundial.

    Outro grande destaque do badminton nesta competição foi a brasileira Fabiana Silva, que chegou até as quartas de final na simples feminina.

    A outra dupla brasileira masculina, Luiz dos Santos e Alex Tjong, também foi derrotada nas quartas de final, assim como a dupla feminina, formada por Lohaynny Vicente e Luana Vicente, que perdeu para as canadenses Michelle Li e Alex Bruce.

    Agora, toda a delegação brasileira viaja para Miami, onde disputa mais um torneio na corrida pelos Jogos Olímpicos Londres 2012.

    O Torneio de Maimi acontece do dia 9 a 12 de Novembro de 2011.

    Fonte: Final Sports



    DISPUTA DE BADMINTON NOS JOGOS ESCOLARES DE SÃO BERNARDO DO CAMPO

    Data: 21/09/2011

    A Secretaria de Esportes de São Bernardo do Campo divulga a Tabela do 45º Jogos Escolares que acontecerá na Escola Municipal Neusa Bassetto no dia 24 de setembro nas categorias A,B e C nos seguintes horários :

    Categoria A : Início às 8:00h com reunião técnica às 7:15h

    Categoria B : Início às 10:00h com reunião técnica às 9:15h

    Categoria C : Início às 13:00h com reunião técnica às 12:15h

    Os técnicos devem estar meia hora antes do início de cada categoria.

    Todos os alunos devem levar o RG ou Passaporte original.

    Será Obrigatório o uso do Uniforme da Escola.

    Acesse: TABELA DE JOGOS

    Fonte: FEBASP



    OS BRASILEIROS CONQUISTAM MEDALHA DE BRONZE NA GUATEMALA

    Os brasileiros Daniel Paiola e Hugo Arthuso tentaram, mas foram superados pelos canadenses, Adrian Liu e Derrick Ng, por 2 x 0, com parciais de 21 x 10 e 21 x 18, com 27 minutos de jogo.

    O resultado não tira a medalha de bronze dos brasileiros, que a cada torneio fica mais próximos da vaga olímpica para Londres, em 2012.

    “Entramos mal na partida, nosso primeiro set não foi nada bom e fomos facilmente superados pelos canadenses. No segundo, nosso jogo melhorou muito, mas não conseguimos vencer”, comentou Daniel Paiola, que sentiu muitos pontos onde a dupla tem que trabalhar e melhorar para os próximos torneios.

    “Percebemos algumas falhas e vamos aproveitar o tempo que temos para os jogos Pan-Americanos para aprimorar estes pontos”, finalizou Daniel Paiola, que retorna ao Brasil na próxima segunda-feira e já foca no Brasil Open, que começa na quarta, dia 21.

    Fonte: www.danielpaiola.com




    COM PROJETO PARA JOVENS, PIAUÍ SE TORNA PÓLO DE BADMINTON NO BRASIL

    Data: 14/09/2011

    Uma iniciativa pioneira há cinco anos transformou o estado do Piauí em um dos maiores centros do badminton no Brasil.

    Esporte de elite, concentrado, principalmente, nos estados de Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo e que ainda carece de exposição no País, o badminton é a modalidade contemplada pelo projeto Jovens Talentos de Badminton, de Teresina, capital do Piauí.

    O projeto contempla crianças estudantes de escolaras públicas em Teresina e, no ano que vem, será ampliado, graças à parceria com o Ministério do Esporte e o Comitê Olímpico Brasileiro.

    Desde a criação do Jovens Talentos de Badminton, em 2006, já são quase mil praticantes da modalidade no Piauí, e alguns deles estão brilhando nas Olimpíadas Escolares, que acontece em João Pessoa, na Paraíba.

     "Esses bons resultados aqui não eram esperados. Já conhecíamos os adversários e esperávamos ir bem, mas o mérito de estar nas finais e semifinais é todo dos atletas. Sem os patrocinadores, isso seria impossível" - explica Norma, que aproveitou para elogiar a inciativa de incluir a modalidade nas Olimpíadas Escolares este ano "A inclusão do badminton na programação ajuda muito a popularizar o esporte.

    Briga boa em 2016. Medalhista do Pan, em 2007, no Rio de Janeiro, o ex-atleta de badminton Guilherme Kumasaka coloca o estado do Piauí entre os maiores reveladores de talento da modalidade no país e afirma que a briga para conseguir a classificação para os Jogos Olímpicos de 2016 será boa.

    "O Piauí tem atletas juvenis muito bons. A geração de atletas juvenis do Brasil no badminton é muito boa, é uma excelente safra. A briga em 2016 vai ser grande, mas a briga maior vai ser dentro do país. Há bons atletas de São Paulo, Rio de Janeiro e do Piauí, finalizou Kumasaka.


    Fonte: www.esportes.terra.com.br




    EQUIPE DE BADMINTON CONQUISTA 47 MEDALHAS NO CAMPEONATO ESTADUAL

    Data: 12/09/2011

    Volta Redonda sediou neste final de semana (10 e 11) a 3ª etapa do Campeonato Estadual de Badminton, onde a equipe da Escola Municipal Maria José Campos Costa - a MJ Badminton - foi o principal destaque, obtendo 47 medalhas, sendo 19 de ouro, 17 de prata e 11 de bronze.

    Com os resultados a equipe de Volta Redonda será representada por 30 atletas que conseguiram a classificação em todas as categorias - inclusive nas duplas e duplas mistas - para a disputa do campeonato brasileiro, que será realizado em novembro no Rio Grande do Sul.

    O campeonato brasileiro registra índices para a disputa das etapas do campeonato mundial.

    Na próxima quarta-feira (14), os atletas serão recebidos pelo prefeito Antônio Francisco Neto, em seu gabinete.

    Fonte: Diário do Vale

     
     


     

     

    SÃO PAULO CONQUISTA O SEGUNDO OURO EM BADMINTON EM JOÃO PESSOA

    Data: 10/09/2011

    Depois de subir ao degrau mais alto do pódio com a dupla feminina, os paulistas conquistaram o ouro na dupla mista, batendo os piauienses.

    Os paulistas conquistaram mais uma medalha de ouro no badminton, que está sendo disputado pela primeira vez em uma edição das Olimpíadas Escolares, disputadas em João Pessoa.

    Depois de vencer a competição entre as duplas femininas (e ficar com a prata nas duplas masculinas), São Paulo conquistou o ouro também na disputa entre as duplas mistas, vencendo o Piauí na final, por 2 sets a 0.

    Os jogos aconteceram no ginásio da Escola da Polícia Militar, em Mangabeira.

    A dupla de São Paulo, formada pelos atletas Gabriel Salgado (que foi prata no masculino) e Vera Costa (ouro no feminino) derrotaram os piauienses Vinícios Evangelista (bronze no masculino) e Thainara Borges (prata no feminino) por 2 sets a 0, com parciais de 21 a 17 e 22 a 20.

    O bronze ficou com outra dupla de São Paulo e uma de Santa Catarina.

    Os paulistas Felippe Fonseca (prata no masculino) e Jesiane Carvalho foram derrotados pelos piauienses por 2 sets a 0 (23 a 21 e 21 a 16).

    Já os catarinenses foram eliminados pelos campeões paulistas por 2 sets a 1 (18 a 21, 21 a 11 e 21 a 12).

    Com o resultado, São Paulo terminou a competição de badminton em dupla com dois ouros (feminino e mista), uma prata (masculino) e um bronze (mista).

    Domingo e segunda acontecem as disputas individuais da modalidade.

    Fonte: Globo Esporte



    CONVOCAÇÃO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE BADMINTON QUE REPRESENTARÁ O PAÍS  NOS XVI JOGOS PAN AMERICANOS DE GUADALAJARA 2011

    Data: 08/09/2011

    A Confederação Brasileira de Badminton - CBBd, através do seu site, informou nesta-quinta-feira, a lista oficial de atletas, técnico, auxiliar técnico e chefe de delegação convocados para defenderem a Seleção Brasileira de Badminton nos XVI Jogos Pan Americanos de Guadalajara (México) no período de 08 a 21 de Outubro de 2.011.

    Atletas do Masculino

    Alex Tjong (Sociedade Hípica de Campinas)

    Daniel Vasconcellos Paiola (Fonte São Paulo)

    Hugo Lemos Arthuso (Club Athlético Paulistano)

    Luíz Henrique Dias dos Santos Junior (Fonte São Paulo)

    Atletas do Feminino

    Fabiana da Silva (Club Athlético Paulistano)

    Lohaynny Caroline de Oliveira Vicente (Associação Miratus RJ)

    Luana Tamara de Oliveira Vicente (Associação Miratus RJ)

    Marina Jomori Eliezer (Club Athlético Paulistano)

    Chefe da Delegação – Elizeu Paulo Machado

    Comissão Técnica Técnico: Luís Fernando Coutinho Martin

    Auxiliar Técnico: Guilherme Akio Kumasaka

    Programa de Treinamentos e Concentração para os Atletas Convocados

    XVI Jogos Pan Americanos de Guadalajara 2011

    Período: de 26 de setembro de 2011 (apresentação às 14h) até 06 de outubro de 2011 (encerramento às 12h).

    Local: Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Badminton –CBBd, na Rua Firmino Costa, 27, na Cidade de Campinas - SP.

    Alojamento: O alojamento para todos os atletas convocados (que residem ou não na Cidade de Campinas) será no Centro de Treinamento da CBBd.

    Sistema de Permanência: Permanência Integral no Centro de Treinamento da CBBd.

    As questões envolvendo a freqüência escolar / universitária serão discutidas particularmente pela CBBd, atletas e familiares.

    Coordenação dos Treinamentos: os treinamentos serão coordenados e comandados pela Comissão Técnica da CBBd no Pan de Guadalajara.

    Alimentação: a refeição dos atletas neste período será custeada pela Confederação Brasileira de Badminton – CBBd.

    Transporte até o C.T: O transporte dos atletas até ao C.T. será custeado pela CBBd. Transporte no dia de Folga: Para os atletas que não residem em Campinas a Confederação Brasileira de Badminton – CBBd irá custear o transporte de Campinas X Cidade de origem X Campinas no dia de folga.

    Programação de Treinos e Objetivos: Serão apresentados para os atletas no primeiro dia de treinamentos. Os atletas que não aceitarem a convocação, os critérios de treinamentos e quiserem dispensa deverão comunicar a Confederação Brasileira de Badminton - CBBd e o Chefe da Delegação Brasileira de Badminton, Elizeu Paulo Machado e através dos e-mails presidê Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

    BoM treino e boa sorte aos atletas.

    Club Racket



    II INTERNACIONAL SÊNIOR  

    A FEBASP divulga a Carta Convite do II Internacional Paulista Sênior,Veterano,Masters e Convidados que será realizado no Club Athlético Paulistano nos dias 17 e/ou 18 de Setembro.

    Podem jogar atletas de outros estados e países como avulsos.

    •Data: 17 e/ou 18 de Setembro

    Horário: a partir das 9:00 horas

    •Local : Club Athlético Paulistano

    • Categorias:

    SÊNIOR - acima de 35 anos (Aesp, A, B e C)

    VETERANOS – acima de 45 anos

    MASTERS – acima de 55 anos

    •Modalidades :

    Simples Masculina (SM),

    Simples Feminina (SF),

    Dupla Masculina (DM),

    Dupla Feminina (DF) e

    Dupla Mista (DX).

    •Cada atleta poderá inscrever-se em até três modalidades diferentes.

    •Premiação : Serão premiados os três primeiros colocados de cada modalidade

    •Petecas : Nylon (Mavis 350), exceto Sênior A e Sênior A-esp onde serão utilizadas petecas de pena.

    •Regulamento : Regulamento FEBASP 2011

    •Inscrição : Data Limite : 12 de Setembro

    •Taxas:

    Simples 30,00 e Duplas 15,00 por jogador (Atletas Filiados na FEBASP)

    Taxas:

    Simples 45,00 e Duplas 20,00 por jogador (Atletas não Filiados na FEBASP, de outros estados e países)

    •Enviar Ficha de Inscrição e comprovante de pagamento para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. e Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

    •Pagamento:

    Depósito : Banco do Brasil •Agência 6550-1 •C/C 40194-3

    •Federação de Badminton do Estado de São Paulo – FEBASP

    •FEBASP

    Fonte: www.febasp.org.br

    Boa sorte a todos.




    PAIOLA RETORNA AO BRASIL NESTA QUARTA-FEIRA

    Data:06/09/2011

    Por: Daniel Paiola

    O tão aguardado retorno ao Brasil se aproxima.

    Na manhã desta quarta-feira, o atleta da Seleção Brasileira de Badminton, Daniel Paiola volta ao Brasil.

    Após ficar nove meses longe de casa, o jogador retorna ao país para uma rápida passagem e logo em seguida já viaja para disputa de mais um torneio.

    “Vou rever minha familia, amigos, todo mundo, estou com muitas saudades. O problema é que serão poucos dias, já que no sábado viajo para Guatemala, onde vou para outro desafio. Esta rápida passagem no Brasil vai me dar motivação para conquistar bons resultados, sei que não será nada fácil”, comenta o brasileiro que afirma ter tido uma de suas melhores experiências fora do país.

    “Foi muito bom ter treinado este tempo na Malásia. Conheci uma nova cultura e aprendi novas técnicas de badminton. Acredito que até ao final do ano terei capacidade para me manter treinando em um ritmo forte. Quero terminar bem este ano para na próxima temporada focar os últimos meses e tentar chegar ao Jogos Olímpicos”, finalizou o brasileiro.

    Fonte: www.danielpaiola.com



    BRASILEIROS  NO  RANKING MUNDIAL

    Data: 05/09/2011

    Confiram a posição atualizada dos brasileiros no Ranking Mundial, publicado em 02/09. Entre parenteses, a posição no ranking anterior.

    O ranking completo está em http://bwf.tournamentsoftware.com/ranking/ranking.aspx?rid=70.

    Simples Masculino

    82 (82) Daniel Paiola

    142 (142) Hugo Arthuso

    150 (152) Alex Yuwan Tjong

    209 (210) Luiz dos Santos

    323 (321) Luis Cereda

    432 (433) Marcelo Tsuchida

    512 (516) Lucas Alves Pinto

    518 (522) Tiago Paiola

    522 (526) Filipe Toledo

    522 (526) Luiz Eduardo Martinez

    655 (661) Leonardo Alkimin

    Simples Feminino

    146 (147) Fabiana Silva

    152 (163) Yasmin Cury

    244 (241) Lohaynny Vicente

    257 (255) Andreza Santos

    262 (260) Luana Vicente

    290 (289) Claudia Low

    366 (369) Ana Paula Campos

    413 (418) Marina Eliezer

    Dupla Masculina

    56 (55) Hugo Arthuso / Daniel Paiola

    102 (101) Alex Yuwan Tjong / Luiz dos Santos

    256 (257) Luis Cereda / Alex Yuwan Tjong

    Dupla Feminina

    82 (83) Lohaynny Vicente / Luana Vicente

    108 (109) Marina Eliezer / Fabiana Silva

    189 (187) Thayse Cruz / Paula Beatriz Pereira

    222 (220) Claudia Low / Ana Carla Zierke DX

    185 (184) Hugo Arthuso / Marina Eliezer

    190 (189) Alex Yuwan Tjong / Yasmin Cury

    251 (255) Filipe Toledo / Ana Carla Zierke

    309 (309) Lucas Alves Pinto / Andreza Santos

    314 (315) Leonardo Alkimin / Ana Paula Campos

    Fonte: BLOGMINTON





    BADMINTON E TÊNIS DE MESA NOS JOGOS ESCOLARES DE SÃO BERNARDO DO CAMPO

    Data: 26/08/2011

    Hoje está sendo a Abertura dos 45º Jogos Escolares de São Bernardo do Campo.

    Entre as modalidades que são disputadas temos dois esportes de raquete: tênis de mesa e badminton.

    O Badminton foi introduzido a 5 anos atrás e desde então o número de alunos participantes só tem aumentado.

    Em São Bernardo do Campo já existem várias escolas que introduziram com sucesso a modalidade olímpica badminton na sua grade curricular.

    Eventos como os Jogos Escolares são fundamentais para a divulgação e desenvolvimento do esporte na escola.

    Parabéns ao trabalho realizado pela Prefeitura de São Bernardo do Campo incentivando o esporte.

    Club Racket



    RELAÇÃO DE INSCRITOS IV FEBASP

    Data 25/8/2011

    Nos dias 03 e 04 de setembro, acontece na Sociedade Hípica de Campinas o IV FEBASP 2011, com a participação de 22 equipes do Estado de São Paulo.

    Além disso, a competição faz parte da comemoração de 15 anos de badminton na Hípica.

    Quem tiver dúvidas com relação às inscrições, envie um e-mail para Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. até sexta (dia 26 de agosto), às 18 horas.

    Esta é a 4 etapa do Estadual de Badminton do Estado de São Paulo, apesar da competição contar com a participação de 323 atletas, algumas das Categorias tem apenas 3 inscrições.

    Apesar de parecer um número expressivo para uma etapa do Estadual de Badminton, precisamos lembrar que estão sendo disputadas 13 Categorias entre feminino e masculino, sem contar com a categoria Jovens, que são mais 6, também dividida entre feminino e masculino.

    Sendo assim, são 19 categorias feminina e 19 categorias masculina, que dá um total de 38 categorias.

    Se dividirmos 323 atletas por 38 categorias vamos ter uma média de quase 9 atletas por categoria o que na minha opinião é muito pouco para uma etapa estadual do Estado de São Paulo.

    A Categoria D, que é a categoria de entrada de novos atletas, após passarem pelos regionais, tem apenas 16 atletas inscritos no Masculino e 9 atletas no Feminino.

    A situação fica pior na Categoria Feminina, pois a Categoria C, tem apenas 3 inscritas, a Categoria B com 4 atletas inscritas e na Categoria A temos 6 ateltas.

    Se juntar as 4 categorias: D, C , B e A teremos um total de 20 atletas inscritas, sendo que a chave comporta 32 jogadoras!!!

    Por onde andam os atletas de Badminton!!!

    O que pode ser feito para que esta modalidade que já tem mais de 25 anos no Brasil cresça realmente?

    Club Racket




    CONEXÃO AQUARELA É CAMPEÃ DAS OLIMPÍADAS ESCOLARES SUB 17 DE BADMINTON

    Data: 24/08/2011

    Macapá viveu um tarde de muita disputa por parte de alunos-atletas do Badminton.

    Participantes da escola Seama, Conexâo Aquarela, Alexandre Vaz Tavares entre outros estiveram disputando na categoria individual e duplas.

    As meninas ainda são em número menor, somente duas estiveram participando da competição, que terminou com vitória de Raynara Trindade e vice de Ana Carolina, ambas da escola estadual Alexandre Vaz Tavares.

    Foram 17 alunos-atletas de 10 escolas da rede pública e privada da capital.

    No masculino vitória individual de Lucas Guedes, do Conexão Aquarela, com Gilberto Júnior e Giussepe Mosteiro, ambos da escola Seama em segundo e terceiro, respectivamente.

    Na disputa de duplas Lucas e Gabriel, da escola Conexão Aquarela derrotaram na decisão Gilberto e Giussepe na grande decisão.

    A diretora do ginásio Avertino Ramos, Deusete Moreira, a coordenadora do Núcleo de Esporte e Rendimento e o chefe de gabinete da Sedel (Secretaria de Estado do Desporto e Lazer), Evandro Siqueira efetiveram entrega de medalhas para os vencedores da competição.

    O presidente da Febap (Federação de Badminton do Amapá), Aldir Dantas agradeceu ao Governo do Amapá pelo investimento no esporte e pela parceria com espaço cedido, e lembrou que este é o primeiro ano de disputa do badminton no Estado, e não irá para a etapa nacional,em dezembro, mas que nos próximos anos, com certeza, terá pelo menos os vencedores de categorias disputando a competição nacional.

    – Tatiana Lima Contato 8121-1634

    Fonte: www.correaneto.com.br




    FEBASP DIVULGA TABELA DA SELETIVA ESTADUAL DAS OLIMPÍADAS ESCOLARES

    Data: 18/08/2011

    Nos dias 20 e 21 de agosto, acontece no Ginásio do Ibirapuera (Rua Manoel da Nóbrega, 1.361 - Paraíso – São Paulo) a etapa estadual do Campeonato Olímpico Escolar Rumo a 2016, sendo que para os jogadores de 12 a 14 anos, o campeonato servirá como a Seletiva Estadual para determinar os dois meninos e as duas meninas que representarão o Estado de São Paulo nas Olimpíadas Escolares, que serão disputadas em João Pessoa, capital da Paraíba, em setembro.

    A abertura do evento será às 9h30 da manhã com a presença ainda não confirmada do Governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin.

     Solicitamos aos jogadores que cheguem ao Ibirapuera para a abertura.

    É obrigatório o uso do uniforme escolar nos jogos e na premiação.


    TABELA SELETIVA



    Boa sorte a todos!

    Club Racket


    SEM NUNCA TER JOGADO BADMINTON, INTERVENTOR DA CONFDERAÇÃO PROMETE MANTER ATLETAS DO PAN  

    Data: 16/08/2011

    Após ter o antigo presidente, Celso Wolf Júnior, destituído do cargo, a Confederação Brasileira de Badminton (CBBd) vive séria crise política, e o advogado Alexandre Augusto Sampaio caiu de pára-quedas no meio da história.

    Nomeado como interventor, Sampaio admite que nunca jogou badminton em sua vida, mas deverá ser o mandatário em exercício na época dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, já que a eleição para um novo presidente foi cancelada.

    Alexandre Sampaio foi o segundo a ser nomeado para o cargo de interventor e não tinha nenhuma obrigação em ser um especialista em badminton.

    Ele assumiu o cargo após Manoel Gori resolver se candidatar para as eleições, que aconteceriam neste sábado.

    Pessoa de confiança da juíza Lissandra Reis Ceccon, que cuida do caso na Justiça, Sampaio vai dividir agora o seu tempo entre ser interventor na CBBd e ser advogado na cidade de Campinas.

    Sem grande conhecimento sobre o esporte, Alexandre Sampaio garantiu em entrevista ao ESPN.com.br que não vai fazer nenhuma mudança nos projetos que já estão em andamento e deve manter a equipe brasileira que estava pré-definida para a disputa do Pan.

    “Existe um projeto no COB que já contemplava alguns profissionais para participarem do Pan e também das Olimpíadas.

    Este é um projeto que já estava sendo desenvolvido independente das chapas. Vou dar uma continuidade neste projeto. Vai para o Pan quem já estava.

    Como interventor, vou ficar neutro e não vou mexer em atletas justamente para não atrapalhar em nada, para não gerar mais confusão”, disse Alexandre Sampaio.

    “Nunca sequer joguei badminton. Não consigo lembrar os nomes (dos atletas) de cabeça”, completou, ao ser questionado sobre quais eram os jogadores que iriam ao Pan.

    O projeto mencionado pelo interventor é um plano de desenvolvimento de atletas que já pensa na Olimpíada de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro.

    Em conversas com o Comitê Olímpico Brasil (COB) e a Federação Mundial de Badminton (BWF), o antigo presidente da CBBd, Celso Wolf Júnior, conseguiu apoio para mandar quatro atletas para um período de treinamentos na Malásia, um dos pólos do esporte.

    Desde fevereiro, Daniel Paiola, Hugo Arthuso, Fabiana Silva e Yasmin Cury estão na Malásia, juntamente com o treinador da seleção brasileira, Luís Martin.

    Após sete meses, os atletas devem retornar ao Brasil no final de agosto para ser os principais nomes do país em Guadalajara.

    A seleção ainda deve ser completada por outros quatro atletas que integram o projeto, mas formam outro grupo, que fica treinando no Brasil e sai do país apenas para disputas de campeonatos.

    Alex Tjong, Luiz dos Santos, e as irmãs Lohaynny e Luana Vicente são as outras apostas brasileiras para os Jogos Olímpicos de 2016 e já devem ser testadas no Pan deste ano.

    “O pessoal que está na Malásia é o que teria maior chance de ir já para Londres.

    Tínhamos que fazer uma escolha e investir em quem tem intenção de seguir no badminton até 2016.

    Temos bons jogadores hoje, até melhores que alguns que estão no projeto, mas eles não vão estar em 2016, e por isso não estamos investindo neles”, explica o ex-presidente da CBBd, Celso Wolf Jr.

    Fonte: www.espn.com.br (11/08/2011)


     

     

    A ACADEMIA SÃO PAULO DE BADMINTON PROMOVE O 1º TORNEIO ABERTO DE DUPLA INGLESA

    Data: 13/08/2011

    A Academia São Paulo de Badminton convida a todos os praticantes do Esporte para o:

    1º TORNEIO ABERTO DE DUPLA INGLESA

    O torneio marca a primeira competição a ser realizada na nova Academia São Paulo de Badminton, e em busca de uma confraternização, o mesmo ocorrerá no dia 20 de Agosto de 2011.

    As inscrições serão recebidas com a data limite de: 19 de Agosto de 2011, e os jogadores poderão escolher entre 3 categorias:

    - Seniors (para jogadores acima de 35 anos) ;

    - A (Para jogadores Aesp e A) e

    - B ( Para demais jogadores).

    A taxa da Inscrição:

    Categoria A: R$30,00,

    Categoria B e Seniors: R$ 20,00.

    Somente a categoria A será disputada com petecas de pena.

    Com as chaves já montadas, cada partida classificará os 2 primeiros colocados para a próxima fase. (os 2 classificados devem disputar quem será o primeiro do grupo para efeito de classificação na proxima fase)

    Os perdedores da primeira rodada terão direito a disputar um torneio de consolação.

    INSCRIÇÕES E PAGAMENTO:

    As inscrições deverão ser feitas ONLINE para o e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou pessoalmente na Academia, e pagas no dia da competição na mesa oficial.

    REGRAS DO JOGO:

    Com 4 jogadores na quadra (2 de cada lado), cada jogador fica responsavel por sua metade da quadra. Joga-se cada um por si na quadra.

    Cada jogador tem 11 vidas, e a cada vez que a peteca cair em sua quadra ou ele errar o golpe, o jogador perde uma vida e passa a ser o sacador do proximo ponto, podendo sacar em TANTO paralelo quanto cruzado.

    Ganha o jogador que não perder todas as suas vidas.

    Quando o primeiro jogador é eliminado e sobra somente 1 jogador de um lado da quadra e 2 do outro, os dois jogadores devem jogar apenas na meia quadra do jogador que esta sozinho.

    Caso dois jogadores do mesmo lado sejam eliminados, um dos dois jogadores restantes deve passar para o outro lado da quadra e os dois sobreviventes jogam cada um na sua meia quadra de forma paralela.

    Tanto para o serviço quanto para o jogo, os corredores laterais e do fundo são VALIDOS.

    Garanta a sua vaga e aproveite a oportunidade para conhecer Academia São Paulo de Badminton.

    Boa sorte a todos.

    Club Racket



    MELHOR BRASILEIRO O BADMINTON DEFENDE EX-PRESIDENTE E DIZ QUE A CRISE NÃO ATRAPALHA OS ATLETAS 

    Data: 12/08/2011

    O badminton brasileiro vive um momento preocupante, com séria crise política na confederação (CBBd).

    Porém, a fase conturbada não deve interferir no desempenho dos atletas dentro de quadra.

    Pelo menos é o que garante o atleta do país com a melhor colocação no ranking mundial, Daniel Paiola.

     “A situação na CBBd não atrapalha os atletas na busca por novas medalhas no Pan de Guadalajara.

    Nosso trabalho é treinar.

    Não pensamos nos problemas que estão acontecendo no Brasil.

    Sabemos que temos pessoas que estão cuidando da situação”, disse Daniel Paiola.

    De fato, o momento brasileiro dentro de quadra é o melhor da história.

    O país ganhou a sua primeira medalha na história dos Jogos Panamericanos em 2007 e foi vice campeão por equipes no Pan Júnior deste ano, além de mais 15 medalhas nas competições individuais do torneio, sendo duas delas de ouro.

    Os resultados dentro de quadra levam Daniel Paiola até a defender o ex-presidente da CBBd, Celso Wolf Júnior, que foi deposto do cargo neste ano por falta de uma Assembléia para a prestação de contas da entidade.

     “Na minha opinião, ele (Celso Wolf Júnior) ajudou muito. Todos os melhores momentos que o badminton teve nos últimos anos foram conquistados na sua administração. Se ele fez alguma coisa, foi aumentar o profissionalismo no esporte. Ele é um dos vice-presidentes da Panamericana de Badminton (Confederação de Badminton das Américas), o que ajuda muito”, afirmou.

    As melhorias dentro de quadra refletem o aumento nos investimentos do Comitê Olímpico Brasileiro no badminton.

    Após a conquista inédita no Pan de 2007, a CBBd firmou com um COB um novo projeto, que mandou quatro atletas para treinar na Malásia, um dos maiores pólos do esporte.

     “O esporte brasileiro teve muita sorte com a confirmação de que os Jogos Olímpicos de 2016 serão no Brasil. O badminton vem crescendo. A CBBd sempre esteve e está muito unida com o COB. E muita verba está sendo investida no esporte brasileiro”, diz Daniel Paiola, um dos quatro atletas que está treinando na Malásia.

    O caos político, porém, quase respingou neste projeto.

    Após a destituição de Celso Wolf Júnior, os atletas ficaram sem receber a ajuda de custo na Malásia.

    Daniel Paiola garante, porém, que a situação está toda regularizada e faz elogios ao Comitê Olímpico Brasileiro.

     “Desde a falta do repasse da ajuda de custo, o COB tomou responsabilidade de 100% do Projeto. O Projeto está sendo 100% respeitado. Temos que agradecer muito ao COB por ter nos apoiado desde o começo. Não deixaram de nos ajudar em nenhum momento”, afirma.

     Por Igor Resende, da redação da ESPN

    Fonte: www.espn.com.br


     

    TABELAS: REGIONAL DE BADMINTON SÃO PAULO

    Data: 11/08/2011

    A FEBASP divulgou hoje as tabelas do 4º Regional e 3º Interescolar que acontece neste final de semana em: São Paulo, Campinas,Brodowski.

    Acesse os links abaixo e confira o horário e locais dos jogos em cada região:

    1ª Região - São Bernardo do Campo

    3ª e 5ª Região - Brodowski

    4ª Região - Campinas

    Boa sorte a todos os atletas.

    Club Racket


    ELEIÇÃO DA CONFEDERAÇÃO DE BADMINTON É CANCELADA.

    Data: 11/08/2011

    Foram lançadas duas chapas para a eleição da Confederação Brasileira de Badminton - CBBd.

    Mas, o interventor da CBBd, Alexandre Augusto Sampaio, recebeu ofícios solicitando a impugnação do edital de convocação das eleições e das duas chapas inscritas.

    Em função do pouco tempo para defesa dos candidatos e análise de recursos, a eleição do dia 13 foi cancelada e um novo edital será lançado.

    Francisco Ferraz de Carvalho, diretor da Federação de Badminton do Piauí (Febapi), encabeçava a Chapa 1 e pode ser o primeiro piauiense eleito para presidir uma confederação esportiva.

    Seu primeiro vice é Carlos Augusto Braga Gondim Duarte, e o segundo vice é Cristiano Rodrigo Chew.

    A chapa 2 tinha o presidente da Federação de São Paulo, Manoel Eduardo Galves Gori, com Ricardo Nagato como primeiro vice e Aldir de Azevedo Dantas como segundo vice-presidente.

    Gori foi nomeado interventor e destituído no final de julho por não ter convocado as eleições no prazo de 60 dias, determinado pela Justiça. Acabou se tornando candidato.

    O presidente da CBBd hoje é Alexandre Augusto Sampaio, que comandará o pleito.

    As eleições aconteceriam no dia 13 de agosto, depois de confirmado o afastamento de Celso Wolf Júnior por força judicial.

    Fonte: www.cidadeverde.com.br

    Vamos torcer para que haja uma renovação positiva para a Confederação Brasileira de Badminton.

    Club Racket


    Data:06/04/2013

    O ENCONTRO DE RIO BONITO COM O BADMINTON

    Por Christina Lorenzi

    – Parte I

    Como eu havia te prometido, Alex Hudson, aqui está um histórico contando como surgiu a ideia de se praticar o Badminton aqui em Rio Bonito, e de como eu abracei esta causa ou desafio (como queiram) de tocar um projeto sério e honesto pra frente.

    Em 2010 ouvi pela primeira vez o então Secretário de Esportes Dr Élio Campos, falar sobre a construção de um CT em Rio Bonito para o Badminton.

    Na época não levei muito a sério, não a ideia e sim o esporte, que considerava meio sem graça e esdrúxulo. Pura ignorância de minha parte, pois não sabia nada a respeito do esporte a não ser que, era jogado com uma raquetinha comprida, uma petequinha de penas de ganso e tinha uma redinha baixa dividindo as quadras.

    A ideia do Dr Élio era muito boa pois seria um CT à 75Km da cidade do Rio de Janeiro, sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

    Estaria dentro das especificações do COB e do COI e seria um excelente legado de inclusão social para nossa cidade.

    Mas a política como sempre, não acompanha a lógica do social, do esportivo, do cultural. Ela tem vontades próprias que desprezam os interesses do coletivo. A ideia ficou esquecida, adormecida, Dr Élio solicitou sua saída da secretaria e a vida seguiu em frente.

    Ronen Antunes assumiu a pasta e todos os desafios que ela, a SEMEL, poderia lhe proporcionar. O Badminton não foi mais mencionado, até o dia em que o Ossian Silva apareceu com um kit na secretaria e nós, de posse das raquetes e da peteca, ensaiamos umas trocas de golpes, diga-se de passagem, sem muito sucesso.

    Aí me veio a mente que, quando ainda estava na Federação de Basquete, eu e meus colegas árbitros zoávamos uma colega nossa que jogava, dava aulas e arbitrava Badminton. Eu e Ossian contactamos a minha colega, Carla, e acertamos com ela uma capacitação básica que foi feita num final de semana, no Ginásio da Serra, com portões fechados, só pra nós dois.

    Quando começamos a aprender os golpes e as manhas do Badminton ficamos pra lá de entusiasmados e eu, que não deixo nada para depois, pesquisei e comprei um material básico, suficiente para dar aulas num núcleo esportivo experimental.

    Ronen me deu carta branca e no dia 04 de abril de 2011, iniciei as aulas do Núcleo Esportivo de Badminton da Serra do Sambê.

    Na foto, dez dos primeiros alunos que iniciaram o Núcleo.

    Da esquerda para a direita: Elaine, Lucas, Carlos Kerley, Aleksander Christina e Elder Darlan Chelque. Ronen Antunes, Estevão, Lorrany Magalhães, Cassiane, Vitoria Carvalho e Andreyna Coutinho.

    Fonte: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.