1º OPEN DE RAQUETINHA 

Dias 19 a 21 de Outubro            



Ter, 09 de Outubro de 2018 18:41

1º Open Raquetinha Notícia 88'9 FM

1º OPEN RAQUETINHA

Dias 19 a 21 de Outubro de 2018.

Piracicaba (SP)

Local: CCRC - CENTRO CULTURAL E RECREATIVO CRISTÓVÃO COLOMBO

Inscrições pelo site: www.raquetinha.com

Sandra Sorpreso

Club Racket

Qua, 05 de Setembro de 2018 12:58

Kit de Padminton


Padminton 

Uma nova modalidade de raquete de origem coreana, uma mistura de Tênis de Mesa e Badminton. 
Sua primeira aparição no Brasil aconteceu em Agosto de 2017, no Sesc Thermas em Presidente Prudente. Os alunos da GMF - Ginástica Multifuncional experimentaram a modalidade durante a aula.
O Padminton se joga com uma raquete de madeira revestida de EVA e uma peteca. As regras são parecidas com a do Badminton, praticado em uma quadra com dimensões menores.
Excelente para desenvolver o reflexo e atenção.
Essa modalidade é muito fácil de ser praticada o que a torna uma prática muito democrática, onde todos, desde a criança, jovens, adultos e até a melhor idade ativa se divertem.
Para conhecer as Regras deste jogo click no link abaixo:

REGRAS PADMINTON - SIMPLES

REGRAS PADMINTON - DUPLAS

Gostou da modalidade e quer começar a praticar com os seus familiares? Acesse o link abaixo e garanta o seu Kit de Padminton:

KIT DE PADMINTON CLUB RACKET

Querendo conhecer mais sobre a modalidade faça contato por e-mail que terei o maior prazer em conversar.

Um ótimo dia a todos.

Sandra Sorpreso

Club Racket

Qui, 28 de Dezembro de 2017 16:31

Raquetes de Beach Tennis

RAQUETES DE BEACH TENNIS

Como todos sabem o Beach Tennis é uma modalidade de raquete que veio para ficar.

Desde a sua chegada no Brasil o esporte se difundiu por todo o litoral do nosso país e atualmente tem crescido muito dentro dos Clubes e Academias de Tênis.

Para começar a praticar essa modalidade você vai precisar de uma Raquete de beach tennis e com todo esse crescimento e desenvolvimento do esporte, hoje o leque de opções é grande.

Segue abaixo uma matéria de Novembro de 2013, da Revista Tênis, escrita pela tenista e professora de Beach Tennis Marcela Evangelista.

COM O DESENVOLVIMENTO CONSTANTE do beach tennis e o aumento do número de jogadores, a variedade de equipamentos para a prática da modalidade não poderia ficar para trás. E hoje, quando um jogador, iniciante ou profissional, quer escolher um modelo de raquete, deve levar em consideração diversos aspectos importantes que irão influenciar diretamente em seu jogo. Atualmente, o Brasil comercializa diversas marcas, entre elas: Power, Vision, Dranix, Drop Shot e Head. É preciso conhecer as diferenças entre os modelos para saber como escolher aquele que melhor se adapta ao seu estilo de jogo.

Comprimento

Segundo as regras da ITF (Federação Internacional de Tênis), a raquete não pode exceder 50 cm de comprimento, medidos do limite inferior do cabo até a ponta da cabeça da raquete. Normalmente a diferença de comprimento está no tamanho do cabo. Portanto, avaliaremos as opções “cabo curto” e “cabo longo”:

Cabo curto: o manuseio da raquete é facilitado pela diminuição do objeto (raquete) e é possível ter mais controle e precisão nos golpes. Deve-se levar em consideração a perda de alcance, o que dificulta a rebatida de bolas mais distantes do corpo.

Cabo longo: o manuseio da raquete é um pouco mais difícil, mas traz benefícios importantes como maior alcance e potência nos golpes.

Peso

Não existem regras sobre o peso mínimo ou máximo de uma raquete. Porém, essa é uma característica que, além de ter impacto direto no estilo de jogo, é de extrema importância para a saúde do braço do jogador. As raquetes mais pesadas têm, como maior benefício, o aumento da potência dos golpes, enquanto as mais leves exigem mais aceleração do braço para gerar tal potência. 

Equilíbrio

Diretamente ligado ao peso, avaliamos o equilíbrio de uma raquete de beach tennis de acordo com a distribuição do seu peso. Considerando-se que ela é formada por cabo, coração e cabeça, temos três tipos de equilíbrio:

- Deslocado para a cabeça da raquete: por imprimir mais velocidade à bola, há uma consequente perda de controle. De maneira geral, raquetes com essa característica são usadas por jogadores principiantes, intermediários e, principalmente, veteranos, já que não é preciso fazer muito esforço para que a bola ganhe velocidade.

- Deslocado para o cabo da raquete: imprime menos velocidade à bola, resultando em maior controle. Como exigem maior esforço na rebatida da bola, raquetes com essa característica são normalmente usadas por jogadores intermediários e avançados.

- Equilibrada: são consideradas raquetes equilibradas aquelas em que o cabo e a cabeça têm os pesos semelhantes. As caraterísticas são mistas, mas nenhuma garante imprimir o grau máximo de velocidade ou grande controle de bola. Raquetes equilibradas podem ser usadas por todos os níveis de jogadores. 

Material e Flexibilidade

As raquetes de beach tennis utilizam fibra de vidro, grafite, carbono ou kevlar em sua composição. É justamente a combinação da flexibilidade e do peso desses materiais que determina o controle e a velocidade da bola. Ainda, são características que determinam o esforço que o jogador terá que fazer para golpear uma bola. A maioria das pessoas acredita que as raquetes mais flexíveis geram maior potência nos golpes. Entretanto, são as mais rígidas que proporcionam mais velocidade, pois a bola permanece menos tempo em contato com a raquete, havendo, consequentemente, menor absorção de impacto. 

Características da cabeça da raquete

Segundo as regras da Federação Internacional de Tênis (ITF), a superfície de impacto, definida como a área plana da cabeça da raquete, não deve exceder 30 cm de comprimento e 26 cm de largura. 

Furos

É permitido fazer furos de até 13 mm na cabeça da raquete, com a finalidade de reduzir a resistência do ar e facilitar a rebatida. Porém, raquetes com muitos furos tendem a diminuir a potência dos golpes e são excelentes para jogadores que gostam de dar toques com maior sensibilidade e pouca força (bolas curtas). 

Espessura

A ITF determina que a distância entre as duas superfícies de impacto (grossura da raquete) deve ser constante e não pode exceder 38 mm. Raquetes com o perfil mais largo são mais confortáveis por imprimirem mais velocidade à bola, porém, oferecem pouco controle. Raquetes mais finas exigem mais força por parte dos jogadores e oferecem um elevado grau de controle. 

Textura

Raquetes fabricadas com materiais mais ásperos tendem a imprimir mais efeito na bola. Aliás, alguns jogadores do circuito colam lixas em suas raquetes para garantir mais efeito nos golpes, principalmente no saque. 

Gostou da matéria, quer conferir as tabelas com as especificações das características de uma Raquete de Beach Tennis? 

Consulte o link da Revista Tênis.

Fonte: Cardápio de Raquetes

Ter, 12 de Dezembro de 2017 11:38

PADMINTON UM NOVO ESPORTE DE RAQUETE

PADMINTON UM NOVO ESPORTE DE RAQUETE 

Uma nova modalidade de raquete, uma mistura do Tênis de Mesa e Badminton.


Se joga com uma raquete de madeira revestida de EVA e uma peteca.


As regras são parecidas com a do Badminton, praticado em uma quadra com dimensões menores.


Excelente para desenvolver o reflexo e atenção.


A Club Racket trouxe com exclusividade a modalidade para o Brasil.


O Sesc Thermas de Presidente Prudente foi o primeiro local onde a modalidade foi praticada.


Em função da facilidade da prática do esporte e da motivação durante o jogo o Sesc vem desenvolvendo a modalidade entre os seus alunos da GMF - Ginástica Multi Funcional.


Um esporte que pode ser praticado por todas as idades, não precisa de muito espaço e a diversão é garantida.


Achou interessante, quer conhecer o esporte?


No link abaixo você pode comprar o seu Kit de Padminton e jogar com seus amigos ou filhos.


PADMINTON KIT CLUB RACKET


Para mais informações sobre o esporte e o material para à prática é só enviar um e-mail para: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


Club Racket


XXIX Brazil International Badminton CUP

Guilherme Kumasaka, medalhista pan-americano, elogia o nível do badminton nos Jogos Escolares

Data: 09/09/2014

Por: Jogos Escolares


Piauí conquista 80% das medalhas de ouro do Badminton nos Jogos Escolares da Juventude

Terminou no fim da tarde deste domingo, dia 7, a disputa pelas medalhas do badminton nos Jogos Escolares da Juventude Londrina 2014.

Nas cinco categorias disputadas, o estado do Piauí teve amplo domínio, colocando representantes em todas as finais, e garantindo quatro medalhas de ouro (Simples Feminino, Duplas Masculino, Duplas Feminino e Duplas Misto) e uma medalha de prata (Simples Masculino).

Guilherme Kumasaka, medalhista de bronze no badminton em duplas nos Jogos Pan-americanos Rio 2007 e um dos embaixadores dos Jogos Escolares da Juventude, acompanhou de perto toda a competição no ginásio do Centro Esportivo da UEL, e ficou muito esperançoso com a nova geração da modalidade no Brasil.

“A final da categoria Simples Masculino me surpreendeu bastante. O jogo foi muito duro, muito bem disputado, e com alto nível técnico. Os dois atletas estão de parabéns, e com certeza conquistarão medalhas para o nosso país em competições importantes do calendário internacional”, disse Guilherme.

A final a que Kumasaka se referiu foi disputada entre Fabrício Farias, do Colégio Sinopse, do Piauí, e Jonathan Matias, aluno da E.M Sobral Pinto, do Rio de Janeiro. Em uma partida disputadíssima, cheia de jogadas emocionantes, que fizeram o público se empolgar e aplaudir vários lances, o carioca venceu, e com parciais de 19/21; 21/16 e 21/10 tirou o único ouro da delegação do Piauí. Guilherme Kumasaka também falou sobre o atual cenário do badminton no país: “O que tem dado muito certo na modalidade nesses últimos anos, são os projetos sociais. Muitos atletas que competiram e se destacaram nesses Jogos surgiram justamente desses projetos. Em especial, a categoria feminina, que até dez anos atrás era muito pouco competitiva internacionalmente, evoluiu bastante. O badminton vem evoluindo muito, principalmente na base”, falou Guilherme.

O principal destaque da modalidade foi a atleta Jaqueline Lima, de 14 anos, aluna da E.M. Nossa Senhora da Paz, de Teresina. Ela foi campeã nas três categorias em que competiu, e levou para casa a tão sonhada “tríplice coroa. “Meu sonho é representar o Brasil nos Jogos Olímpicos no futuro”, disse a multicampeã Jaqueline, ouro no Simples e nas Duplas (Feminino), e nas Duplas Mistas. Os Jogos Escolares da Juventude são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico do Brasil, correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio da Prefeitura de Londrina e patrocínio máster da Coca-Cola.

Dupla Mista:

- Ouro: Fabrício Farias e Jaqueline Lima (PI)

- Prata: Messias Silva e Tamires Santos (SP)

- Bronze: Vinicius Paula e Bruna Chandoha (PR) / Rafael Faria e Thainara Vasconcellos ((PR)

Dupla Feminina:

- Ouro: Jaqueline Lima e Sânia Lima (PI)

- Prata: Tamires Santos e Vitória Brunetti (SP)

- Bronze: Gleicimar Santos e Maria Santos (RJ) / Cinthia Souza e Lucyelle Silva (MA).

Dupla masculina:

- Ouro: Fabrício Farias e Gabriel Souza (PI)

- Prata: Rafael Faria e Vinicius Paula (SP)

- Bronze: André Melo e Brunno Lima (PB) / Fabricio Oliveira e Thierike Santos (MA)

Simples Feminina:

- Ouro: Jaqueline Lima (PI)

- Prata: Tamires Santos (SP)

- Bronze: Maria Santos (RJ) / Sânia Lima (PI)

Simples masculina:

- Ouro: Jonathan Matias (RJ)

- Prata: Fabrício Farias (PI)

- Bronze: Thierike Santos (MA) / Vinicius Paula (PR)

Fonte: www.jogosescolares.cob.org.br


Blackminton na Virada Esportiva

Data: 29/08/2014

BLACKMINTON NA VIRADA ESPORTIVA

Speedminton Brasil e Club Racket em parceria com o SESC Ipiranga vão organizar o Blackminton na Virada Esportiva.

O esporte Speed badminton chegou ao Brasil oficialmente no ano passado pela empresa Club Racket. 

O esporte completou no ano de 2013,  10 anos de sua criação.

Uma mistura do tênis, badminton e squash, um esporte de raquete dinâmico e divertido que pode ser praticado em qualquer lugar e a qualquer hora.

A versão noturna desse esporte eletrizante é o Blackminton.

Jogadores vestidos de branco com pinturas pelo corpo em um ambiente em que a luz negra é que dá o tom da diversão. Tudo isso ao som de um DJ.

A atividade faz parte da Semana Move Brasil e será o chamariz para a Virada Esportiva no SESC Ipiranga.

Todo mundo pode participar, a atividade é aberta ao público e gratuita.

Venha testear seus reflexos e coordenação!

Atenção para os dias e horários do Blackminton:

20/09 - Das 21:00 às 23:00hs Sesc Ipiranga

23/09 - Das 18:00 às 21:00hs Sesc Ipiranga

SESC IPIRANGA - Rua Bom Pastor, 822 - ipiranga.

Estamos te esperando!

Club Racket 


Técnico da seleção de badminton pede maior divulgação do esporte

Data: 05/08/2014

Por: Sport TV.com (Rio de Janeiro)


Português Marco Vasconcelos dirige a equipe há dois anos. No primeiro dia do Grand Prix, no Rio, Alex Yuwan Tjong garante a única vitória brasileira

Como forma de apresentar a sede dos próximos Jogos Olímpicos para os estrangeiros e colocar o país na rota da modalidade, o Brasil viu começar nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, o primeiro Grand Prix brasileiro de Badminton.

É a primeira vez na história que a América do Sul recebe uma etapa do circuito mundial, que vai até domingo, com 107 atletas de 20 países e cinco modalidades: simples masculino e feminino, duplas masculino e feminino, e duplas mistas. O Brasil tem a maior delegação, com 33 atletas.

O técnico da seleção brasileira, o português Marco Vasconcelos, pede maior divulgação do esporte, apesar de o badminton ser a segunda maior modalidade do mundo.

- Claro que é a segunda modalidade mundial porque tem muitos países asiáticos competindo, são milhões de pessoas jogando o badminton. Mas é preciso divulgar a modalidade, é preciso apresentar às pessoas. Ao longo desses dois anos que estou no Brasil, o projeto da confederação, junto com alguns projetos sociais que existem, tem sido importante para o desenvolvimento da modalidade - afirmou.

No ginásio de desportos da Aeronáutica, no Campo dos Afonsos, o brasileiro Daniel Paiola, bronze no Pan de Guadalajara, em 2011, destaca que o país tem ganhado cada vez mais relevância no esporte.

- O Brasil antigamente ia para os campeonatos e não ganhava nada, e hoje já briga pelos títulos - afirmou o jogador, que estreia nesta quarta, contra o peruano Andres Corpancho, já pela segunda rodada.

No primeiro dia de competições, com disputas do torneio masculino de simples, entre os brasileiros apenas Alex Yuwan Tjong venceu sua partida, batendo o escocês Alistair Casey por 3 sets a 0 (11/8, 11/6 e 11/6).

Na segunda rodada, que acontece nesta quarta, Alex entra em quadra contra o belga Maxime Moreels. Ainda jogam no mesmo dia os brasileiros Luiz Eduardo Martinez, Luiz dos Santos e Thomas Moretti, além de Daniel Paiola.

Fonte: SPORT TV.COM

Badminton em clima de Olimpíadas 2016

Data: 01/08/2014

Por: Aldo Rebelo

Ainda pouco difundido no Brasil, o badminton será uma das primeiras modalidades a abrir as portas para o clima olímpico no Rio de Janeiro.

Enquanto a vela disputa o seu evento-teste entre os dias 2 e 9 de agosto, na Baía de Guanabara, o badminton realiza, entre os dias 5 e 10, o Yonex Grand Prix Brasil de Badminton.

A competição é uma etapa do circuito mundial e a primeira a ser realizada no país em toda a história.

“O Grand Prix do Rio de Janeiro faz parte da nossa estratégia para desenvolver o badminton, para gerar mais interesse na modalidade no Brasil, em particular, no Rio de Janeiro, que sediará os Jogos Olímpicos de 2016.

O badminton já é um esporte em crescimento no Brasil e gostaríamos muito de torná-lo ainda mais popular, antes mesmo dos Jogos Olímpicos”, secretário geral da Federação Internacional da modalidade (BWF, na sigla em inglês).

Além de ótima oportunidade para os brasileiros conhecerem mais um pouco do esporte, será uma chance incrível dos atletas do Brasil disputarem uma grande competição em casa.

“Pela primeira vez a América do Sul está realizando uma etapa do Grand Prix, evento da BWF. Ter uma competição como essa no Rio de Janeiro, com tamanha importância, é fundamental para a preparação dos atletas e para o treinamento dos profissionais envolvidos nos Jogos Olímpicos de 2016.

É um momento especial que o nosso esporte está vivendo antes do início das Olimpíadas”, disse Francisco Ferraz, presidente da Confederação Brasileira de Badminton (CBBd).

Ao todo, 107 atletas (64 homens e 43 mulheres) de 20 países competirão no ginásio da comissão de desportos da Aeronáutica, no Campo dos Afonsos, Zona Oeste do Rio de Janeiro, em cinco modalidades: simples masculino, simples feminino, dupla masculino, dupla feminino e dupla mista.

O Brasil será o país com mais representantes (33) e já figura como uma das maiores apostas da BWF.

Além da etapa do Grand Prix, o país receberá um programa de desenvolvimento da modalidade.

Fonte: CBBd

Circuito Europeu 2014 - 02

Data: 16/07/2014

Semana que vem começa o Circuito Europeu de Speed badminton que irá ser realizado na Polônia.

Vários atletas de diversos países da Europa estão se preparando para participar do torneio e testar suas habilidades com o speeder.

Saiba um pouco sobre a expectativa e preparativos da Equipe da Espanha de Ilhas Canárias.

CANARIASPEED

A equipe espanhola de Speed badminton irá participar pela quarta vez do Campeonato Europeu que irá celebrar as instalações do Klub Tenisowy "Warszawianka" de 24 a 26 de Julho.

A delegação será formada por: Jonatan Hernández, Javier Mateos, Daniel Robles, Raquel Díaz, Víctor Quintana, Delia Gil, Carlos Guerra y Lidia Marrero.  

Nesta segunda-feira aconteceu a apresentação oficial da equipe no jornal La Provincia em Gran Canaria.

A Associação Canariaspeed está muito feliz com o crescimento do esporte após a participação do Mundial de Speed badminton no ano de 2013, no qual participaram os atletas: Raquel Díaz, Daniel Robles, Juanma Santana e Jonatan Hernández.

Boa sorte a todos atletas.

Fonte: www.canariaspeed.es

Club Racket

<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>
Página 1 de 13